Por que aprender magiosófia.

magiaosofia
Introdução

A Magiosófia revela o mundo interno do ser humano o universo que abre os caminhos para algo maior e com isto descreve com precisão como está constituído e como funciona em cada uma das etapas da vida: infância, adolescência, juventude, idade adulta e a velhice. O Conhecer da magiaosófica é ter acesso a elementos valiosos sobre a inteligência, a sensibilidade, espiritualidade e sobre o pensar e o sentir de cada fase da vida.
O desconhecimento de suas possibilidades internas e dos segredos que se aninham nas profundezas de sua alma tornou o homem cético a respeito de seu próprio destino.
Saiba ele encontrar a chave de sua evolução na lei que o proclama herdeiro de si mesmo e conhecerá o porquê das angústias que padece, questão sobre a qual não encontrou ainda explicação alguma que lhe satisfaça.
Nada pode causar maior assombro que o fato de o homem ter permanecido alheio, desde tempos remotos, a uma realidade que tão direta e exclusivamente lhe concerne: a herança de si mesmo. Já muito se pensou e escreveu sobre a herança em seu aspecto material e psicológico – sem mencionar o jurídico –, mas sempre se atendo à ascendência e descendência das correntes que, na ordem comum, particularizam a linhagem. Ela é reconhecida nos traços fisionômicos, na composição óssea, no sangue e demais partes da constituição física, assim como são consideradas provenientes do mesmo conduto as qualidades do caráter e da inteligência, as tendências de toda ordem, a lucidez intelectual, as deficiências mentais e morais, e muitas outras peculiaridades psíquicas. Até aí chegou a investigação oficial e privada, e aí se deteve. Sem levantar questões – que estimamos neste momento inúteis – sobre a limitada visão com que se examinou este problema tão fundamental para a consciência de cada indivíduo, onde nos dedicaremos neste trabalho, exclusivamente a assinalar a transcendência que a herança adquire do ponto de vista magiaosófica. A lei de herança é ampla, generosa e inexorável, como todas as leis universais. Está enraizada nos mais recônditos arcanos da existência humana, e seu segredo consiste em permanecer oculta até o momento em que é descoberta. Se bem seja certo que a célula genésica leva impressa a herança de cada indivíduo, também é certo que ela transmite só uma parte dessa herança. Tomemos, como exemplo, um casal com três ou mais filhos. É transmitido a cada um deles o conteúdo global da herança?
Não, visto que não denunciam todos as mesmas características, nem compartilham, em proporção idêntica ou parecida, as qualidades boas ou más de seus progenitores, nem padecem tampouco – no caso de existirem – de iguais perturbações patológicas. Este fato é uma demonstração inquestionável de que a célula genésica faz deslizar em cada filho só uma parte da herança: a que a ele corresponde como potencial hereditário.
O caráter é cada uma das características que um indivíduo adquire através dos genes. Há caracteres definidos unicamente pelos genes; há caracteres definidos também pelos genes, mas que podem ser modificados sob a ação de fatores do ambiente. ¨Há também os chamados caracteres adquiridos¨, que se desenvolvem apenas a partir da interação do indivíduo com o ambiente e que não são hereditários
Neste sistema nasce algo chamado a formação do caráter desde os primeiros dias de vida, uma pessoa já demonstra sinais de seu caráter (neste momento podemos chamar de dogmas). Ele é inerente à pessoa, não moldado durante sua criação. O caráter é a base da personalidade de alguém. A partir destes princípios é que uma pessoa constrói seus certos e errados (paradigmas). Isso não quer dizer que uma pessoa que nasça com mau-caráter vá necessariamente desenvolver atitudes sempre contra a moral vigente; a educação que ela recebe influencia as suas escolhas.

Conforme veremos na magiosófia o caráter pode ser alterado, adquirido ou aprendido. É a forma de como as pessoas enxergam as consequências futuras de seus atos presentes.
“O caráter na magia”
Ao contrário dos caracteres dominantes, um caráter recessivo é encoberto por um dominante e não se manifesta em indivíduos. Por que disso? Por que somos treinados por todos ao nosso redor. Neste ponto, percebemos que estamos falando não só do princípio do determinismo psíquico da alta magia mas também, da segunda hipótese, que diz que os processos mentais inconscientes são de grande frequência. Existe um grande significado nos processos mentais inconscientes que podemos chamar de espiritualidade, isto é, dos quais o indivíduo não se dá conta, e é neste ponto que entramos e decadência espiritual ou humana.
No estudo dos fenómenos mentais inconscientes, que descobriu que eles poderiam ser divididos em dois grupos, e isto que vou relatar adiante para todos os nossos amigos.
Saudações Hon Draguns