O PODER DAS 7 MARIAS NA ALTA MAGIA

falando-sobre-7

O que a Bíblia fala de 7 Marias, que com seus exemplos demonstram as virtudes que toda a mulher deve ter?
Quando falamos no numero Sete na Alta magia, temos referencia aos setes Deuses que faz parte do primeiro elo da aliança, ele encontramos as moires virtudes do universo, então vamos foca isto nas Marias que significa “Virtuosa”. Mais o que é virtuosa (Virtú não tem relação com bondade e justiça, mas sim com Força e Valor, e está intimamente ligado ao sentido de Fortuna (oportunidade, ocasião e acaso)).
No original hebraico, Maria significa literalmente: “Virtuosa”; em PV. 31:10, há uma pergunta: Mulher, virtuosa quem a achará? No original está escrito assim: “mulher, Maria quem a achará”?
Pode ser de grande relevância espiritual analisar as mulheres que levaram esse nome:
Maria, ou Miriam, irmã de Moisés, Ex. 2, entusiasta, companheira e crítica.
Maria de Nazaré mãe de Jesus. Fervorosa, serviçal, obediente e humilde.
Maria Madalena, amorosa, generosa, firme no trabalho cristão.
Maria de Betânia, irmã de Lázaro, agradecida e atenta as palavras de Jesus.
Maria mulher de Cleófas, fidelidade e tenacidade diante das perseguições.
Maria mãe de João Marcos, o evangelista; valente e hospitaleira.
Maria de Roma, missionária ativa.
Há também aquelas mulheres maravilhosas que marcaram seus nomes na Bíblia, como exemplos de amor, de fé e obstinação no trabalho espiritual.
Então quando falamos do numero 7, dentro da alta magia também entendemos seus conceitos. O número 7 está relacionado às 7 virtudes e os sete mistérios. Ele é considerado mágico e transformador, pois existem sete virtudes contidas neste número:
– Caridade
– Esperança
– Fé
– Força
– Justiça
– Prudência
– Temperança
O número 7 corresponde aos dias da semana e aos sete graus de perfeição. O número 4 (a terra) e o número 3 (o céu), que somados totalizam o 7 representam a totalidade do universo em movimento, a vida moral, as três virtudes teologais (a fé, a esperança e a caridade) e as quatro virtudes cardeais (a prudência, a temperança, a justiça e a força).
Deus criou o mundo em seis dias e no sétimo descansou. Este descanso, na verdade, marca a aliança realizada entre Deus e os homens. Foram sete as chagas de Cristo e esse número também representam as Chaves do Apocalipse:
– 7 igrejas
– 7 estrelas
– 7 espíritos de Deus
– 7 selos
– 7 trombetas
– 7 trovões
– 7 cabeças
– 7 calamidades
– 7 taças
– 7 reis

O 7 é poderoso pelo fato de que indica a passagem do conhecido ao desconhecido.
7 é o número perfeito, que na representação geométrica pode ser simbolizado por um triângulo sob o quadrado (espírito anima a matéria), pelas casinhas que as crianças fazem em seus primeiros desenhos, das construções de pirâmides, etc. Platão dizia: No sétimo dia foi criada a “alma do mundo”:
O número da vida – a união do ternário (espírito) com o quaternário (matéria). Os 7 espíritos ante o trono de Deus. Os 7 sacerdotes da Lei Cósmica. Os 7 Senhores do Carma. Os 7 ciclos da terra (4 ciclos lunares com duração de 7 dias). A origem do calendário atual. A renovação celular do corpo humano (7 em 7 anos). Os 7 orifícios do rosto humano. A plenitude, a ordem perfeita. A medida reguladora da coesão universal: 7 planetas, 7 divindades, 7 metais, 7 notas musicais, 7 marias , 7 cores, 7 dias da semana, 7 chakras, 7 pecados capitais e 7 virtudes que lhe são contrapostas. A lei da evolução. A cifra dos adeptos e dos grandes iniciados.
Por este motivo o numero 7 é tão importante, e ligado ainda ao conceito das 7 Marias.
Marcelo Alban