Falando sobre Paô

Falando sobre Paô

Hoje em dia as coisas estão soltas no mundo espiritual e sem explicação devido à grande necessidade de se guardar segredos. Segredos que deveriam ser revelados ou mesmo discutidos referente a seu valor, mas vamos pensar como vou usar algo que não sei o significado ou sentido do mesmo, então o que significa o Ìpátèwó ou melhor dizendo o famoso Paô.  Quando e onde deveria ser usado? Onde está o erro disso? Então vamos lá para uma singela explicação:

Usa-se (Ìpátèwó) como um cumprimento no sentido de saudar seu Orisá, também quando deriva do verbo “cumprir” (executar uma ação) Como em: Ele cumpriu com suas obrigações. Ele estava no cumprimento de suas obrigações. Observamos muitos os Òmó Orisá batendo palmas a todo instante, mas Por que e pra que?

O que é esse bater de palmas minha gente, ou dizendo o Kpàwó…

 

Kpàwó/Ìpátèwó (3 palmas lentas)

O Kpàwó/ Ìpátèwó (pronuncia = paô) é um gesto que serve como sinal de que precisamos comunicar alguma coisa, quando batemos palmas ou melhor Kpàwó é para abrir um portal, mas não podemos falar porque muitos acham isto um segredo, mas na verdade isto é um ritual de abertura ou melhor para dizermos EU ESTOU AQUI.

Isso ocorre muito no candomblé por que quando somos iniciados e estamos no roncó e não podemos falar (Por que estamos com força do Orisá em nossa boca), então bate-se com as palmas das mãos formalizando uma ação de comunicação, dizendo algo a quem esteja ali colaborando com os atos. É usado também como um cumprimento para Orisá, e, é diferente de Orisá para Orisá. Ainda podemos dizer que este tipo de cumprimento muda de região para região.

É uma palavra em yorubá que significa: “pá” = juntar uma coisa com outra; “o” = para cumprimentar… Essa palavra é uma contração de Ìpátèwó que significa aplauso.

É um preceito religioso utilizado nas casas de matrizes africanas e não era usado na Umbanda e suas ramificações, mas com evolução das crenças o Kpàwó está sendo implantado em várias seitas e crenças como no Òmolokó, umbanda mística e assim por diante.

 

O Kpàwó bate-se 3 vezes assim…

3 + 7 vezes

Intervalo

3 + 7 vezes

Intervalo

3 + 7 vezes

E depois a saudação, por exemplo:

 

palmas Kpàwó

saudação a Ifá

Ifá ogbo

Ifá ouça

Òmó enire omó enire

filho de enire, filho de enire

Òmó ejó meji

filho de duas cobras

Tíí sare granran ganran lorí erewe

aquele que correu rapidamente sobre as folhas

Àkere finu sogbon

o pequeno que está cheio de sabedoria

Àkonoliran bi iye kan eni

aquele que solidariza conosco

Ibá akoda

como se fosse de nossa própria família

Ibá aseda

sua benção, primeiro ser criador na terra

Òlojo oni ibá a ré o

sua benção, criador do dia de hoje

Àsé Àsé Àsé

Simplificando Paô é utilizado para pedir permissão para entrar, saudar ou pedir licença.

E ainda temos uma outra saudação chamada Ìjíínká (cumprimento Ombro-a-Ombro)

Quando um Orisá (Um Guia) cumprimenta um consulente ou um assistente com o bater de ombro, isto é sinal de igualdade, amizade, respeito, boas vindas e fraternidade. Espero que tenham gostado desta previa sobre Kpàwó/Ìpátèwó o famoso Paô.

Ase em seus caminhos

Marcelo Alban.

 Acesse nosso Facebook

 Acesse nossa Rádio

 Acesse nossa plataforma de estudos

 

Texto: Marcelo Alban

Foto: https://www.google.com/search?biw=1600&bih=720&tbm=isch&sa=1&ei=WSUXW7bdMYiNwwSK0rTwDA&q=roger+cipo&oq=roger+cipo&gs_l=img.3..0.15168.16413.0.16658.10.9.0.1.1.0.169.917.6j3.9.0….0…1c.1.64.img..0.10.916…35i39k1j0i67k1j0i30k1j0i8i30k1.0.OpvVxadTirM#imgrc=Ni67rGAoVP-4VM: