YEWÁ

Yewá

 

Caro leitor, hoje falaremos sobre um Òrisá que tem em suas mãos a nobreza e ao mesmo tempo a simplicidade de transformar sonhos em realidade. Aquela que abre as portas do céu para a comunicação com nossos ancestrais através de sonhos. Estamos falando simplesmente deste Òrisá maravilhoso que é Yewá. No Odu Otura Osá fala sobre Yewá a dona da transição entre o plano espiritual e o plano terrestre. Mas para Yewá entrar no Orun ela teria que adormecer e através dos sonhos poderia passar o portal, diferente de seu irmão Esumare , em alguns Itons é tido como esposo de Yewá, que se transformava em uma cobra de fogo e cortava o céu. Ate os dias atuais ainda existe a confusão para definir quem é  Esumare e Osunmare. Logo em outro texto estaremos explicando esta controversa.

Yewá deveria dormir para saber tudo como era e o que se passava no Orun e assim quando despertava Yewá relatava todos os acontecimentos por isso é tida como a dona dos sonhos ou a senhora que abre os portais dos sonhos ou do mundo espiritual. Yewá é associada aos ancestres, devido ter controle e conhecimento sobre eles. Yewá nasceu em Daomé, mas viveu em Ibado, seu nome é conhecido como Lewa senhora bonita ou Yeye Awá que significa mãe nossa.  Yewá esta associada ao crepúsculo total é encarregada de varias funções. É um Òrisá tão fantástico, magnifico que devemos ter muita cautela para cultua-la principalmente sabendo-se que ela é a dona do crepúsculo tudo aquilo que não pode ser visto. Neste Iton do Odu Otura Osá fala que Yewá descobriu muitos segredos dos céus e os revelou para os seres humanos, e Eledumare ficou sabendo que existia uma pequena princesa que era muito graciosa e que tinha dons, então ficou curioso para saber quem era esta mulher que conseguia entra no céu a noite então pediu a  Seu Odara para lhe trazer a informação, Esu mais do que rápido lhe trouxe a resposta. Então Eledumare pediu para Orunmila fosse visita-la e que descobrisse como ela fazia esta proeza e quem tinha lhe dado este dom. Foi quando Orunmila se enamorou de Yewá por sua beleza e por sua forma de agir. Mas o que ele não sabia é que Yewá falava com Ikú. Então Orunmila tentou seduzir Yewá, mas para surpresa dele quem estava passando naquele momento era Ikú, Ikú então tentou levar Orunmila embora consigo para a terra dos mortos. Orunmila mas que depressa tentou fugir de Ikú, se escondendo dentro da casa de Yewá, Ikú foi atrás dele e chegando lá encontrou com Yewá e lhe perguntou se ela teria visto um homem passar por ali, Yewá disse então que não teria visto ninguém e que Ikú deveria procurar pelo rio ou pela floresta, Ikú mais do que rápido saiu a procura de Orunmila. Yewá então foi perguntar ao homem quem ele seria e o que estava fazendo ali.  Então Orunmila respondeu quem ele era e que havia ido ate lá para saber como Yewá fazia para chegar ate o céu sem a permissão de Eledumare. Orunmila descobriu que Yewá era uma divindade encarnada em um corpo humano. Então, Orunmila disse-lhe que Yewá poderia continuar visitando seus ancestrais no céu, e deu a ela o poder da clarividência. As pessoas que tem vidência são filhos de Yewá seja homem, ou seja, mulher.  Orunmila pediu apenas que Yewá jamais fosse ingrata, amarga ou seca com as pessoas, pois sendo uma divindade que ajudasse as pessoas e sempre sendo amável e coração limpo. Foi assim que Yewá teve muitos filhos, muitos seguidores, pois adivinhava as coisas sem a necessidade de usar Oraculo. E os ancestres ajudavam Yewá mostrando lhe o que acontecia. Assim foi feito um templo para Yewá todo branco quando ela retornou ao céu, reconhecendo sua pureza onde era dito que ali estava a própria manifestação de Yewá.  Os sacerdotes ou iniciados de Yewá iam ate este templo onde tinha um rio que passava e faziam adoração e culto a Yewá. Yewá ensina a seus filhos para sempre serem amáveis e respeitosos e que devem sempre agradecer pelas dadivas e graças alcançadas para que Yewá esteja sempre com eles. Neste Odu fala que o Mel hoje pode ser doce e amanha poderá ser amargo. Então cultive apenas o doce do mel para a vida não seja amarga. Seja sempre grato, pois a agua só faz mal para quem bebe demais. Pois a dosagem certa no corpo não o fará mal, Yewá é a expressão da beleza, do carinho, do amor, da sinceridade e de tudo que é bom. Pois ela é o grande  Òrisá Oló Lewá, Yewá é um Òrisá muito poderoso.

Podemos citar vários Itons onde a relatos sobre Yewá como exemplo no Odu IorosunTotiOsá, Odu Yoroso, Oturopon, OkaranOsá, OkaranMegi, Osa Ori, alguns desses relatos falam quando Yewá foi levada pelos Daomés para as terras de Áraras, onde ela conheceu um Rei e ficou conhecida também nas terras de Obeokutá e assim teve outros Clãs formados como Clã de Nana Buruku, Omolu Buruku, Esumare, Osunmare, todos esses dizeres estão nestes Itons.

Quem faz pratica dos estudos de Odu, sabe que estão ali contidos muito conteúdo.

Em YorosunOri, falasse sobre a vestimenta de Yewá na cor vermelha, um Relato também muito importante. Já em OdiOturá, fala sobre as bênçãos recebidas por Yewá dos Orisas Aje , Obatala, Yemonja,  são Odu que mostram o caminho que Yewá é cultuada, existe também um Iton que fala sobre a disputa entre Obatala e Oduduwa para ter Yewá como companheira.

Esses são apenas alguns Itons que trazem relatos sobre a expressão muito clara sobre Yewá. No caminho e na vida. Podemos ver esta simbologia também que em alguns Erés, estatueta de Yewá onde a mesma é uma linda mulher envolvida por uma serpente, e em seu cabelos tendo vários ekodidés representando a realeza, por isso recebe o nome de Yá Awa ,  mae  nossa ou seja aquela que abraça a todos. Por isso que Yewá é um Òrisá caridoso estando sempre cercada de crianças e as pessoas regidas por este Òrisá devem agir da mesma forma e estar sempre fazendo o bem, para saber em que posição você se encontra Yewa Pupá ou Yewa Funfun, porque desta forma ela faz a transformação do mundo, ou seja, da manha para a tarde e da tarde para a noite,  Yá Funfun cultuada pela manha  e Yá Pupa cultuada ao entardecer. Yewá e a dona da energia e manifestação da noite onde surge também o Odu Oyekubara e  Oyekufun onde devemos entender qual a tradução usada pelo Babalawo para identificar Yewá. Dentro da tradição Ybado e Obeokutá , onde Yewá é muito cultuada. Lembrando também que o povo Dambira também tem um conhecimento muito vasto sobre este Òrisá. Então quando a pessoa deseja cultuar Yewá ela deve primeiramente entender como cultuar, os itons nos dão  direcionamento e um norte para realizarmos isso, existe um Iton que diz  Yewá Agutan Funfun, quer dizer que Yewá se transformou em um grande carneiro branco ou seja aquela que luta por seus filhos, devemos conhecer saudações , cantigas , rezas, Yewá também é chamada de Oju Olesse, aquela que tem os olhos do céu. Lembrando que depende do culto e de sua tradição. Yewá é um Òrisá muito ligado a Osun, porque as águas de Osun alimentam as forças de Yewá. Por ser o principio da evolução, quando a água evapora criando aquela névoa ali esta Yewá. Por isso desta forma ela precisa de Osun para se transmutar e chegar ao céu. Yewá é um assunto muito vasto e lindo devendo sempre ser pesquisado e cultuado, por ser uma das mais lindas Yabás. A você que tem cede de conhecimento desejo que esse seja apenas o inicio de muitos outros aprendizados com nossa familia.

Saudação de Yewa: Eepa yewa o, Omi o!

Asé em seus caminhos.