A escolha do destino

a-escolha-do-destino

A escolha do destino é livre , escolhemos aquilo que queremos, ajoelhamos e escolhemos nosso destino no Òrun e quando chegamos na terra nos tornamos impacientes, confusos,por escolhas que nós mesmos fizemos. O Odu Ogbe Ogunda nos ensina que Orunmila queria obter sorte, dinheiro e boa vida familiar. Consultou Ifá e fez o ebó recomendado. Igun, filho de Olodunmare o Deus Criador, tinha problemas de saúde e veio para o àiyé e comeu o ebó deixado por Orunmila na encruzilhada, e Igun se curou de seus males físicos. Igun voltou ao Òrun e Olodunmare ficou maravilhado e mandou Igun presenteá-lo. Igun levou 4 cabaças contendo uma a paciência, outra a longevidade, outra a fertilidade e outra a prosperidade. Orunmila só podia escolher uma e com o auxílio de Èsù, escolheu a cabaça da paciência. Igun voltou ao Òrun, mas as cabaças no meio do caminho não quiseram seguir, pois sentiam falta de Paciência, então voltaram. Tornando Orunmilá possuidor de todos esses dons. E Orunmila se tornou próspero. Esse Iton nos mostra que com paciência tudo podemos alcançar.

Temos que ensinar as crianças em nossos Templos desde o seu Ikomojade a exercitar a paciência. Ensinamos todos a compreender as pessoas, a saber, ouvir e saber trabalhar o que se ouve. E a importância de saudar e louvar nossa Memória Ancestral (Orí Inú)

Orunmila Baba Ifá Ifá fó ire.