Ayirá o grande fogo

Muitos acreditam que Orisá Ayirá ou Àrarirá é uma qualidade de Sàngó, mas na verdade ele é um Orisá de terras Wedo ou Savé, e ele é uma entidade ímpar, controladora do vento e das águas da chuva.

Segundo Ifá, Òrìsá Ayirá é uma grande força transportadora de vento e água entre o céu (òrún) e a terra (àiyé). Na sua forma de Ìmòlé, ganha a aparência de um grande tufão de raios e fogo em um fenômeno natural.

É um Orisá delicado, mas muito perigoso, pois ele pode acabar com tudo que existe em uma casa (asé), por se tratar de um Èsù em forma Inán no que diz respeito ao seu trato.

E com certeza ele não é Sàngó, mas foi um grande companheiro de Èsúmàrè. Seria um súdito graduado e com relevantes serviços prestados a corte do Oba Damballá.

Este Orisá Ayirá também é um Orisá que adormece, por isso, se solta um rojão no seu oro de feitura (iniciação) para que esteja atento ou acordado, para o seu novo iniciado (noviço).

Esse Orisá tem aos seus pés o Orisá chamado MA YIMA, considerada sua mãe, seu assentamento é constituído por uma ferramenta em ferro forjado com várias magias, pés de galinha. Uma espécie de cone, onde teria um pássaro saindo de seu ápice (ponta). Quando Ayirá come MA YIMA também come.

Ele usa uma estatueta de um homem tocando tambor, representando o som da água caindo do céu até o chão. Sua cor é a terra cota avermelhado (barro), com vermelho e vinho.

Por vir Ayirá da terra de WEDO e assim se manifestar nos elementos Fogo e Ar em sua concepção masculina, esta inteiramente ligada à água e a terra. Em contrapartida, sua mãe Mama se manifesta no princípio ativo feminino, enigmaticamente ligado a luz/fogo e ao Ar. Portanto, entre os Fon da religião Vodun, Ayirá é a manifestação complementar dos elementos em seu Ìgbá.

Muitos acreditam que a fogueira é de Sàngó ou Ayirá, mas na verdade ela é do odu Ogbé Méjí.

No odu Ogbé Ìròsún relata-se o toque do tambor, que se refere ao barulho da chuva aonde também Ayirá responde, assim podemos perceber algumas confusões sobre o culto.

Para isto podemos ter referência neste Orín

Ayirá òjo                                            A chuva de Airá,

Mó péré sè                                         apenas limpa e faz barulho como um tambor.

A mó péré sè                                      Ele apenas limpa e faz barulho como um tambor.

Em outro Orín podemos ver a referência a sua mãe Má yiman Iselé

Àwá Ayirá dàaba kè kè sòró                                Nós ficamos, em silencio Aira

Oluwáami má yiman Iselé                                   Ó nosso senhor! Sua mãe é Ixelé

Orisá kiní sé réwá à segbe wá igbá                    Orixá que faz coisas boas (maravilhosa)

Ayirá Ayirá àiyé.                                                    Toca o xere. Aira Aira toca a terra.

Lembrando que este yorubá é arcaico, então podemos ter outras traduções.

Assista meu video onde falo sobre este orisa

link: https://www.youtube.com/watch?v=26Be1iNUxn4

Asé em seus caminhos.

Marcelo Alban