Exu e Pomba gira na Kimbanda

Exu e Pomba gira dentro da kimbanda diferentemente de outros segmentos afros que trabalham com essas entidades, mas não de uma maneira profunda encontramos dentro da kimbanda uma forma mais intensa de culto e trabalho com esses espíritos. Como sabemos existem diversas kimbanda onde cada uma trabalha de maneira diferente com exu e pomba gira, não existindo uma regra ou modelo a ser seguido por todas as casas essas variações que existem de culto e trabalho fazem com que tenhamos a ciência que a kimbanda é algo muito extenso e profundo no qual a todo instante está em constante evolução.

Cada exu e pomba gira tem suas características e essências preservadas dentro da kimbanda, sejam elas de ação e reação, algo que em alguns cultos por estarem segmentados a regras da própria egrégora espiritual da casa ou do sacerdote acabam retirando algumas dessas características que essas entidades tem. Um outro ponto que precisamos observa que cada entidade tem seus respectivos elementos de ativação e de força no qual são vistos desde a composição de seus assentamentos como também em elementos que a própria entidade usara, como: velas, cores, bebidas, fumo, animais, mineiras, vegetais e etc. Toda essa união de elementos fazem com que a entidade realmente desperte o seu verdadeiro poder, existe também dias específicos onde cada entidade gosta de ser cultuada não sendo apenas no primeiro dia da semana como muitos acabaram padronizando.

Em algumas kimbanda os exus e pomba giras tem ligação com os Daimons no qual são erroneamente confundidos com demônios, porem esses seres são deuses antigos não tendo nenhuma ligação com demônios. Isso não é uma regra que se aplica a todas já que mencionamos no início do texto que existe diversos cultos de kimbanda e que cada uma tem sua variação. Não mencionei o tratamento desses espíritos dentro de outros cultos, como a umbanda ou candomblé, pois sabemos que existem diversas variações desses segmentos, porem a grande maioria acaba obedecendo um modelo padrão de se cultuar essas entidades, existem sim pequenas variações, mas elas são mínimas.

Em resumo Exu e Pomba gira dentro da kimbanda quando trabalhados com elementos corretos e mantendo todas as suas características principais, acabam sendo muito mais efetivos e potentes, porém para ver esse real poder a pessoa deve ter disciplina e compromisso com a entidade, zelar de maneira correta e ter suas obrigações e manutenções cumpridas, pois nada vem sem sacrifício ou esforço.

Sarava!!!

Marcelo Alban